28
Abril
2016

O limite de banda pode prejudicar o Ensino à Distância.

Muitas coisas irão mudar se esta limitação chegar, o EAD será uma delas?

Você vive no Brasil? Utiliza internet? Então é impossível que não esteja sabendo da Limitação de dados para a internet fixa, mas vamos recapitular: A proposta indecente partiu da Operadora Vivo, que após adquirir a GVT anunciou que seus planos de internet fixa teriam limite de dados, prática que os usuários de internet móvel já estão familiarizados. Este limite varia de acordo com a velocidade assinada, ultrapassando este limite o serviço será cortado ou a velocidade será reduzida drasticamente até o mês seguinte, com a opção de o usuário comprar pacotes adicionais, algo que também é comum quando falamos de internet móvel.

A novidade que pegou o usuário de surpresa foi muito bem aceita pela maioria das principais operadoras (Oi, Claro e Net). Os usuários logo ligaram os pontos e pasmem, as operadoras que apoiam a internet limitada algo que prejudicaria muito os assinantes de aplicativos de streaming de séries e filmes como o Netflix e aplicativos de streaming de vídeos como o Youtube são as mesmas que comercializam pacotes de TV por assinatura! Captou a maldade ai? Se não eu te explico, quem não pode mais assistir o Netflix depois que o limite estourou tem que voltar para a TV à cabo!

Mas nem só de entretenimento vive a internet, muitas pessoas dependem dela para trabalhar, para se comunicar e para estudar, a luz dessas informações fica a pergunta será o fim do EAD no Brasil? Sabemos que esta modalidade de curso se popularizou graças e junto com a internet de banda larga ilimitada, e agora estudante?

Então se uma pessoa com pacote básico morar sozinha e utilizar a internet apenas para o EAD (o que seria no mínimo improvável) o seu pacote de dados não irá cobrir um mês de aula, imagina então para todos que utilizam a internet normalmente, navegando em redes sociais, assistindo vídeos, baixando as coisas e etc...

Vários órgãos e movimentos estão preparando abaixo-assinados na internet. Se você não tem tempo para participar ativamente (localmente) de outras maneiras de protesto, as petições são uma boa saída. Até o momento, a "Contra o Limite na Franquia de Dados na Banda Larga Fixa", que vai ser entregue para Vivo, Oi, NET, Claro, Anatel e Ministério Público Federal, já conta com mais de 1,6 milhões de assinaturas.

Para assinar esta petição no AVAAZ, clique aqui.

E você, o que acha dessa situação?

Deixe um comentário

Você está comentando como visitante.